segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Reflexões sobre 2013

                          Hello Everyone!! Tudo Bom?
   Amanha e o ultimo dia de 2013.  E posso dizer que isso me deixa bastante feliz, quando terminamos um ano nos enchemos de gás para uma nova jornada de 365 dias. Nao temos noção do que ira nos ocorrer, mas aquela esperança de que tudo sera melhor fica ali instalada em nossos corações.
   Bom hoje vou escrever sobre o que aprendi, quais foram as lições que posso levar para 2014.
Aprendizagens foram muitas. Em 2013 muitas coisas que planejei não me ocorreram, muitas coisas e pessoas ficaram para trás. Um ano de alegrias, mas também de dor. As pessoas não entendem quando eu digo, só quem entende e quem passa, quem sente, quem esta dentro daquela situação.
   Posso dizer que passei mais da metade do ano na Irlanda. E foi ali. Naquele lugar que tenho um carinho enorme que aprendi uma das maiores lições: Confiar e esperar apenas em si mesmo.
  Esse ano aprendi que não devemos depositar tanta confiança nas pessoas, e muito menos esperar por elas, esperar que elas sejam reciprocas com nossos sentimentos. Aprendi que quando algo ou alguém nos decepciona, pelo menos para mim tento mais uma vez, dou chances, mas quando vejo que nada muda, acho melhor tirar por completo, apago tudo, fotos, cartas. Muitas vezes não vale a pena ficar insistindo em algo que não progride.
Fui considerada fria por muitas pessoas, ate mesmo por aquelas que me conheciam ha muito tempo.  Mudei muito, sei que isso acabou atingindo muitas pessoas, mas não havia outra forma. Era preciso.
Aprendi a dar mais valor as coisas e momentos.  Descobri que não sou de sentir tanta saudade das pessoas. Que fé e preciso, coragem e  atitude. Enfrentar tudo com a cabeça erguida. A me amar mais. Aprendi a soltar meu cabelo e amar ele armado e com frizz. E que apesar de tudo sempre , mas sempre sonharei em viajar o mundo. E que as vezes e preciso manter os pés no chão, ter mais responsabilidades. Que jamais esquecerei Dublin, não digo as pessoas que conheci la, mas sim Dublin, da cidade. Nao choro com saudades de alguém que eu tenha deixado la, mas choro por saudade das ruas, clima e liberdade.
Descobri novas bandas de folk, indie, pop rock. Aprendi que a diversidade cultural e super atraente.
Enfim. Jamais esquecerei esse ano, hoje mesmo estava pensando: Cara, esse foi o ano de mais acontecimentos, acho que foi o primeiro ano longe de tudo, fora da bolha, da casca protetora. Estava exposta para tudo e todos. E foi ai que aprendi muito.
Aprendi a primeiramente me auto respeitar, amar e acreditar em meus sonhos. Obrigada 2013 por tudo. Por ter me mostrado o amor pela vida, pelo mundo. MUNDO. Ah mundo como te desejo.
Agora e esperar para ver, esperar não. Agir para ver o que nos acontecera. UM BOM ANO NOVO PARA TODOS...TODOS...TODOS.
FELIZ ANO NOVO...SONHEM...SONHEM...ACREDITE...FE...REALIZEM...VIVACADAMOMENTO...SEJAM FELIZES!!!
Ao som de: Christina Perri.
Musicas? humm. Human, Distance, Sad Song
   

domingo, 29 de dezembro de 2013

Retrospectiva 2013


     Hello Everyone!! Tudo Bom?
   Faltam apenas 2 dias para iniciarmos um novo ano. Um novo ano de esperanca, sonhos, planos e mais uma daquelas listas infindáveis de desejos para o ano seguinte. Bom, não cumpri todas e não tenho certeza se cumprirei todas no próximo ano. Muita coisa muda no decorrer de 365 dias, aqueles planos que desejávamos acaba não sendo tao importante como imaginávamos.
   Muita coisa mudou esse ano para mim, realizei um grande sonho, tive meus momentos de alegrias e tristezas, entao hoje decidi relatar um pouquinho dos acontecimentos desse ano.
Lets go!
  Comecei o ano muito bem. Estava apaixonada, namorando, novos amigos, realizando meu intercambio na Irlanda. Porem sem trabalho, preocupada, cartão entrando no vermelho, coração a mil, regulando compras e lalalala ( rsrsrsrs). Janeiro...Fevereiro...Marco. Entrevista para Aupair ( Baba ). Aprovada!! Aeee \o/
Família Paquistanesa, 3 crianças, sendo um casal de gemeos ( Ohh so cute). Final do mês viagem marcada para Inglaterra *Eba. Lugares? Liverpool, Blackpool, Preston. La se foram 4 dias viajando.


             Amei conhecer a Caverna dos Beatles, muito legal. E ainda mais por saber que foi naquele local que nasceu uma das maiores bandas!  Abril. Passagem de volta em mãos. Eu e o ex-boyfriend perdemos o voo. Que maravilhaaaa. Dia de trabalhar e eu presa no aeroporto. Nao teve jeito. Novas passagens, voltamos de ônibus e outra metade de navio. Nao foi tao ruim assim hehehe.
   

      Morta de sono e de volta a normalidade. Duas semanas depois a família viajou de ferias para o Paquistão. Pensei: Uhuuuu 3 semanas de folga. Centro de Dublin \o/, diversão e descanso. Se passaram 3 semanas. Voltei em maio, mas decidida a sair, era muita coisa, 3 crianças e pouca remuneração. Coloquei outra menina em meu lugar e sai no começo de junho. Senti falta das crianças, já estava apegada a elas. 
     Correr atras de trabalho, uma conhecida disse que tinha uma vaga, já que ela havia encontrado outro trabalho. 1 semana depois empregada novamente. Agora um casal ( Mãe Africana e Pai Irlandês) e apenas um menininho. ( Ótimo! Pensei). Tudo normalizado, quando tudo começou sair fora de orbita. Namoro já em decadência. O clima ficou pesado. No final de junho resolvi sair da casa, a situação de não falar ao menos "Bom Dia"  estava ficando desagradável. Brigas com o namorado se tornaram rotineiras. Era muita pressão para ambas partes. Mudança. Acho que foi um momento decisivo para o relacionamento, depois da mudança eu e o ex-boyfriend ficamos praticamente uma semana sem contato. Eu estava sem internet e ele não me respondia mensagens e não me visitava. E eu não podia visita-lo, pois a família dele estavam estranhos comigo. Chorei muito, pois sabia que o que tinham inventando era mentira. Acho que o mês de julho foi o mais difícil!
   Voltamos a entrar em contato, ele me visita as vezes. Mas não estava um relacionamento saudável. Decidi terminar, nos encontramos para devolver alguns pertences e pronto. Voltamos. Mas não estava me fazendo bem. Um namoro que antes era normal, agora tínhamos que nos ver escondido, não podíamos sair de dia.
-Ah quer saber? Chega. Chega, não dará certo! Terminamos pela segunda e ultima vez.
 Eu não sabia, mas muita coisa iria ocorrer em agosto. Mantive a amizade com alguém que admirava muito e naquele mesmo mês descobri que não passava de algo e alguém superficial, onde tratava suas amizades como " Amizades com benefícios". Quando mais precisei me virou as costas. Foi ai que decidi seguir sozinha, mas encontrei uma companheira maravilhosa, onde ela me convidava para passear na cidadezinha onde ela morava ( farei alguns posts falando sobre alguns lugares que visitamos juntas). 

   

       Ah conheci um amigo virtual e marcamos para nos conhecermos pessoalmente. Como ele nasceu na Russia decidi apelida-lo de Russo hahahaha. Foi uma ótima companhia, infelizmente conheci ele nos últimos dias.

     Dia 10 de setembro. Malas prontas e coração partido. Chegando em Sao Paulo encontro meu irmão no aeroporto. Fomos para casa e ali encontrei o resto do pessoal. Minha melhor amiga! Apesar de tudo eu estava Feliz!

    Como não tinha encontrado minha mãe ainda decidi ir para Bahia, era para ser apenas um mês, mas que acabaram se tornando 4 meses. Por um lado detestei, por outro foi bom. Dei um fim em tudo que me fazia mal. Comecei excluindo ex namorado, aqueles que se diziam meus amigos. Dei um basta. Consegui me livrar da saudade e paixão pelo ex, voltei a escrever no blog. Enfim esse foi meu ano. Nao coloquei tudo, pois já esta bem grande o post, optei por momentos que me marcaram.  *Irei fazer um post de reflexão sobre o ano que passei.
    Que venha mais um ano, um ano de vitorias e aprendizagens para todos ...e para mim também hehehe.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Comprinhas feitas em Dublin: Livros (John Green)


        Hello Everyone!!!Tudo bom?!?
Hoje irei mostrar para vocês uma de minhas comprinhas por Dublin. Meus books. Sempre fui apaixonada por livros. Extremante apaixonada. Andando por Dublin em minhas ultimas semanas passei na Eason uma livraria, papelaria uma mistura maravilhosa. La tem canecas personalizadas com nome e significado, ganhei uma do meu ex-boyfriend, tirarei uma foto e mostrarei aqui para vocês *-*
Passando por entre as estantes acabei avistando uma promoção completamente irada: 3 livros por 17,99 euros. Fiquei de queixo caindo. Sim. Sei. Convertendo para o real fica meio salgado, mas como eu ganhava em euro e não estava convertendo nada, fiz questão de adquirir os livros, fui apressadamente e escolhi os três que eu queria.
Falarei um pouquinho sobre cada um aqui! Let`s go...
1- Quem e você Alasca- A historia e retratada na vida de um jovem: Miles Halter que cansado de sua vida monótona, resolve sair de casa e ir a uma escola preparatória. E la conhece Alasca Young, por quem se apaixona, mas não sente o mesmo. E ele entra em uma fase cheia de aventuras. ( So um pouquinho mesmo só para despertar o desejo de degusta-lo em uma leitura profunda. Enjoy).

2-O teorema de Katherine- Esse livro retrata a vida de Colin que só namora garotas chamadas Katherine. Achei interessante essa parte. Ele esta em uma missão de elaborar e comprovar " O teorema fundamental da previsibilidades das Katherines, e assim saber o desfecho da historia de um casal antes mesmo de se conhecerem. ( So um pouquinho mesmo só para despertar o desejo de degusta-lo em uma leitura profunda. Enjoy).


3-A culpa e das Estrelas- A que historia e narrada por Hazel Grace de 16 ano, ela tem câncer e os pais a obrigam a participar de um grupo de apoio. La ela conhece Augustus waters por quem se apaixona. ( So um pouquinho mesmo so para despertar o desejo de degusta-lo em uma leitura profunda. Enjoy).
Falei apenas um pouco por que ainda nao os li. Entao quero ir descobrindo mais coisas ao decorrer da leitura. Mas cada um que terminar, farei questão de falar a respeito aqui.  As vezes enche um pouco, pois como são em inglês em alguns momentos aparece palavras que não sei, ai paro, faco uma marcação, anoto no caderno e vejo o significado. E chato ficar parando, mas amplia o vocabulário. Espero que tenham gostado de terem obtido um pouquinho das historias.
Beijos XOXO...

sábado, 21 de dezembro de 2013

Essa Mania de Imaginacao! ( Silhouettes- Avicii)


      Hello Everyone!! Tudo Bom?!?
Voces já devem ter escutado sobre o Avicii ou uma de suas musicas, como por exemplo: Wake me Up. Essa foi a primeira musica que escutei dele, mas não havia curtido muito, conheci nas festinhas que ocorriam em Dublin. Logo depois comecei a pesquisar algumas musicas dele e acabei encontrando Fade into the Darkness, Levels, I could be the one e a viciante Silhouettes. Me viciei muito nela, assisti o vídeo e achei o máximo, gostei bastante. Gosto muito do ritmo do Avicii.
E eu como louca hahaha. Vivo imaginando cenas. Fones ligados. E play. Ready. Quando escuto Silhouettes imagino uma pessoa de frente para uma parede, ela repara e vê algo de diferente e resolve passar a mão. E no mesmo instante a parede começa a se transformar em um túnel. A pessoa entra e logo observa que nas paredes ha imagens de varias etapas de sua vida. Ela olha admirada. Como se fossem janelas, tais janelas que a mostra varias situações. Em uma ela se vê ainda criança  sentada na sala de aula de braços cruzados, olhar perdido e boca cerrada. Apenas mais uma estranha alvo de brincadeiras de seus colegas. Ela se posiciona ao lado da criança ( mas a criança não a vê, apenas ela pode ver toda situação), e as duas ao mesmo tempo começam a cantar baixinho um trecho da musica: " And we will never get back to. To the old school..."
E andando mais a frente ela muda de cenário, ela se encontra aproveitando um final de tarde com os amigos. Em outro ela se encontra com a família. Em uma festa rodeada de pessoas, mas ela parecia muito entediada com tudo aquilo. Mais a frente ela se vê  no momento em que sofre mais uma de suas desilusos amorosas. Aquele garoto que ela tanto gostava passando em sua frente de mãos dadas com sua nova namorada. Ela em suas duas fases, sentadas na calcada da escola  rodeadas por algumas pessoas. Ela observa os dois e aquela cara de desentendido que ele faz para ela. Sua fase mais nova de olhos encharcados, uma amiga do lado tentando consolar.
Logo mais a frente ela se vê sentada no chão do quarto. Aproveitando o vazio da casa. Encostada na parede. Lagrimas escorrendo por sua face. Ela se senta ao lado e novamente cantam: "We've come a long way since that day. And we will never look back, at the faded silhouette ".
Com o tempo as coisas vão mudando. Sua formatura. Suas viagens. Outros relacionamentos. Correndo em um campo. Ela estava chegando perto da mudança da sua vida. Algo novo. Cabelos revoltos. Ela enxergava cada cenário, cada momento, analisando com todo cuidado. Concentrada em cada mudança de tempo. Ela se vê deitada em uma grama analisando o céu. Ela se deita também e ali observam juntas. De repente uma se vira para a outra e canta: "We've come a long way since that day 
And we will never look back ". Ela se levanta. Continua andando. De repente se sente jogada para frente, passando rapidamente pelas fases. Fecha o olho e se deixa levar. Ela sai do túnel. Abre os olhos rapidamente, ainda assustada, passa a mão na cabeça. Um raio de sol batendo em seu rosto. Ela ainda assustada,  percebe que tudo aquilo não se passou de um sonho. Ela continua ali na cama de olhos abertos, encarando o teto. Tentando entender tudo aquilo.Fim.
Bom, agora deu para ver como tenho uma mente fértil. Cheia de baboseiras hahaaha. Mas queria muito mostrar esse meu lado doidinha rsrsrs.
Então vou terminar aqui, pois já esta grande ate demais. Mas curtam o vídeo!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Nessa Ventania


As vezes me perco olhando para o nada. Talvez procurando no ar alguma resposta mais concreta para todas essas duvidas que se encontram instaladas nessa minha mente confusa. Talvez meu ser só esteja brincando de ser mais um sonhador nesse imenso mundo. Amo me perder na escuridão das nuvens em um dia nublado. Admirar uma gota escorregando levemente, contornando os obstáculos ou ate mesmo se encontrando com uma parceira e ali as duas escorregam juntas ate desaparecerem. E logo minha mente fértil imagina que elas se deram a mãos e resolveram pular em direção ao abismo. Boba.
Aqui sentada. Sentindo meus cabelos revoltos. Alguns fios se encontram presos e outros  se movimentam juntamente com a brisa. Assim como aquelas duas palmeiras. Duas não. Tres. Aquelas palmeiras que ficam ali na praça, mas que apesar dos altos muros que me cercam, ainda tenho uma vista  deslumbrante do verde.
Ainda me encontro com os olhos perdidos entre os objetos, flores, papagaio, uma rede posta logo a minha frente e este simples caderno. Fecho os olhos lentamente ao som de musica indie com um toque de pop rock. O sol aparece devagarzinho, ja sinto posso sentir alguns raios esquentando minhas costas. Mas logo ira chover. Percebo aquela nuvem escura vindo.
As vezes admiro e ate mesmo invejo os passaros pela sua capacidade de voar, queria voar.
Me encontrar em um desses ares perdidos, encontrar meu bando fiel para realizar algumas acrobacias as 5 da tarde. Mas nao posso. Fico aqui. Permaneco assim. Pensamentos estagnados em incognito futuro

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Clap.Clap. Hipocrisia.

As 3 da manha. Olhos atentos. Fones +.  Pensamentos a mil. E as lembranças a tona.
Um dia me disseram: Revoltada!
Fiquei analisando cada letra com detalhe, analisei a palavra, pensei: Se esse e o nome que se da a alguém que anda cansada de ser a idiota. Pois bem. Que assim seja.
Sempre fui estranha. Ja havia me acostumado com algumas duras palavras do tipo que já não fazem minha mente. Nesses 19 anos pude sentir como se fosse um tapa ardido na cara que certas pessoas irão te deixar. E acredite são aquelas que mais apertam sua mão e ainda te dão aquele tapinha idiota no ombro e diz: Pode contar comigo.
E aquela velha mania de abrir aquele sorriso, soar um oi entre minhas cordas vocais e...aquele olhar de superioridade vindo das coleguinhas de classe. Para os garotos um alvo legal para aquelas piadinhas sem noção. Bom. Deu para perceber que não senti e continuo não sentindo falta do tempo escolar.
E os amores? Bom. Para inicio de resposta, não acredito nessa de amor, mas sim paixão. Se eu tivesse encontrado um "Amor", ele ainda estaria aqui. Ja tive minhas meia duzias de paixões, se apaixone a primeira vez e assim logo vira uma fileira. Algumas ate foram correspondidas, outras...outras me jogaram no chão e me fizeram ver como as pessoas realmente são. Ainda não entendo o que leva uma pessoa a te falar: Gosto de você. E logo apos te vira as costas. Um dia sem mais nem menos, apenas não fala, e logo te trata como um ser inexistente. Ja previa minha chegada em casa, olhar para o nada, coração em disparada, costas escorregando levemente pelas paredes ate meu corpo chegar levemente ao chão, naquele cantinho entre a porta e a cama, mãos tapando a face, pernas encolhidas, e sentimentos conturbados. Pode pegar o seu melhor vinho boy, coloque-o em belas taças e se afogue com suas próprias mentiras.
E as amizades? Devo ter algo que puxa pessoas cara de pau e mentirosas para perto. Elas conseguem sugar minha energia e quando dão conta que já não tenho alguma serventia a elas. Apenas cospem o que restou. O meu dom de atrair os "animigos". Aqueles que só se aproximam, que confiamos, pensamos: Meu Brother. Eles te dão aquele lindo sorriso, um beijo na bochecha, agora vire-se e espere apenas a queda. Sim. Sim meu caro. Você já foi. Com o tempo fui deixando esses encantos com os seres humanos de lado. Aquela mania de apoiar tudo em alguém. Muita hipocrisia e falsidade enrolados em lençóis alvos que disfarçam a sujeira escondida.
Clap.Clap. Meus tais colegas, paixões e amigos.

Cantor da Semana: Alex Clare.

Hello Everyone!! Tudo Bom??
Ja escutaram esse nome: Alex Clare?
Nao!! Bom eu também não sabia ate alguns dias atras. Mas como sou extremamente louca por musicas, e amo vasculhar sites atras de novas bandas e cantores. E nesse vai e vem encontrei as musicas de Alex Clare, na verdade acho que já escutamos ao menos uma musica dele. Ele teve uma de suas musicas como tema do comercial do windows 7, acho que ha uns dois anos atras. A musica a qual se chama: Too Close. Sensacional. Na verdade a maioria das musicas deles. No site onde escuto musicas tem poucas opções de musicas dele, mas as que escutei me apaixonei.
Aqui vai:



Nome completo: Alexander George Clare.
Ele nasceu em 14 de setembro de 1985 na Inglaterra. Ele e um judeu ortodoxo. Vive em Londres em uma área habitada por judeus ortodoxos. Assinou contrato com a editora discográfica Island Records em 2011. Em julho de mesmo ano lançou o álbum de estreia: The Lateness of the hour.

Outro vídeo! Amei essa musica, achei sensacional!



Beijos XOXO. Espero que gostem *-*

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Dias Vazios!



   
               Ha certos dias que acordo sem qualquer animo. Na verdade tem dias que já começam chateando. E ha outros que vão se tornando chato e vazios com o decorrer do tempo. Sabe? Na verdade creio que não são os dias que são chatos. Os dias estão ai para serem aproveitados da forma que desejamos. Muitas vezes as palavras alheias se tornam tomento. Um frase, um gesto, ou apenas uma unica palavra ou olhar e capaz de se tornar em uma catástrofe.
O meu já começou chateando e no decorrer foi se oscilando, ate agora onde me encontro deitada no chão do meu quarto, com o queixo enfiado na almofada, e aquele olhar de "coragem". As vezes eu mesma coloco coisas na minha cabeça, fico achando que nada que desejo se tornara realidade, que tudo parou no tempo, que eu mesma me encontro parada em um momento sem sentido. Venho tentando encontrar uma saída para tudo. Desejo exterminar tudo aquilo que me magoou, quero que fique em 2013 tudo aquilo que me deixou para baixo. E principalmente todos aqueles. Rasguei fotos e cartas, e apaguei fotos e emails do laptop. Se realmente quero deixar para trás, quero deixar completamente. Apenas quero levar os aprendizados.
Estou extremamente down hoje. Eu sou do tipo que fala para amiga: Nao fica assim, tudo dará certo, tudo passara, apenas tenha fé. Mas eu mesma não tenho as palavras corretas para os meus confusos sentimentos. Meus sonhos parecem tao distantes. As vezes fico com uma fraqueza física e mental. Nao queria ser rude com as pessoas. Mas ha momentos que se torna impossível. Nao sou assim. Pelo contrario, tenho uma alegria instalada dentro de mim, uma fome pela vida, um desejo de realizar cada sonho. Quero conhecer tantos países. Quero viver uma vida californiana, quero ir a Alemanha, Suíça, rever minha Dublin, conhecer New York, viajar pelo Brasil.
Mas tudo parece tao impossível. Apenas tenho vontade de me enfiar no quarto e esquecer de tudo, colocar os fones de ouvido, escrever, cantar e não ser interrompida por ninguém. Esse desanimo tem me deixado longe de todos, cada vez que sinto alguém perto tenho vontade pedir para me deixar em paz. So queria sentar e não escutar alguém me chamando. Gosto de aproveitar esses dias para refletir. Acho que são nesses momentos que minha inspiração aparece. E aqui fico eu. Nessa solidão e ansiedade por um tal futuro, talvez seja isso que me desanime as vezes. Esse medo de que nada aconteça. Ah sei la, sei la. Apenas sei que tenho meus dias chatos. Dias vazios que me completa. Dias vazios que me exalam algo incerto.

3 lugares para se conhecer em Sao Paulo!


           Hello Everyone!! Tudo bom?
Hoje o tema sera a big Sao Paulo. Uma cidade cheia de atrativos, com variedades, diferentes tipos de pessoas, estilos, culturas. Morei e ainda irei morar (2014 Sampa). Gosto muito de Sao Paulo, sempre achei o lugar das oportunidades. E o que não falta e programação, lugares, e vários tipos de coisas para se fazer na selva de pedra. Então mostrarei 3 lugares que não podem faltar na sua lista de passeios em Sao Paulo. Estão todos incluídos na minha lista de lugares para serem visitados em 2014.
Então.  Bora la?

                            Foto: http://gratisemsp.blogspot.com.br

 1- Theatro Municipal de Sao Paulo- Nunca tive a oportunidade de conhecer esse famoso e atraente lugar, mas pretendo ir logo logo. O Theatro Municipal de Sao Paulo e um dos mais importantes e um dos cartões postais de Sao Paulo. Ele foi inaugurado no dia 12 de setembro de 1911. Foi construído para atender ao desejo da elite paulista daquela época.
Em  12 de setembro de 2011, passou por uma reforma, restaurando palco e centenas de pinturas antigas. Atualmente ele abriga a Orquestra Sinfônica Municipal de Sao Paulo, Orquestra Experimental de Repertorio, Coral Lirico, Coral Paulistano e o Ballet de Sao Paulo.
Endereço: Praca Ramos de Azevedo-Republica-Centro-Sao Paulo ( próximo ao metro Republica ou Anhangabaú).
Bilheteria: Segunda a Sexta das 10 h as 19h, Sábados, domingos e feriados.

Foto: www.saopaulo.sp.gr.br
2-Parque do Ibirapuera- Minha amiga que mora em Sampa sempre marca de me levar, mas nunca da certo, parece uma coisa, fico louca para conhecer, já que escuto muito sobre. Ele e o parque urbano mais importante de Sao Paulo. Inaugurado em 21 de agosto de 1954. Tendo o grande arquiteto Oscar Niemeyer como responsável pelo projeto arquitetônico. Ha diversas atracões, como: Museu da Arte Moderna, o Pavilhão Bienal, entre outros. Alem do grande espaço para  praticar atividades físicas, dentre algumas das opções tem: andar de bicicleta, caminhada e ate mesmo Yoga (hummmmmmmmmmm que delicia). A entrada de cães e permitida.
O parque e o mais visitado de Sao Paulo. ( Bora ?)
Endereço-Parque do Ibirapuera. Avenida Pedro Alvares Cabral S/N- Vila Mariana- Zona Sul.
Horário: 5h as 24 hs

Foto: Wikipedia
3- Parque Villa Lobos- Quando li sobre o evento do Festival das Cores, que iria ocorrer no parque, fiquei super ansiosa para ir, mas infelizmente eu já estava com passagem marcada para Bahia. E não pude ir. Mas queria muito. Ele e localizado no bairro de Alto dos Pinheiros. Para quem busca lazer, diversão, este e o lugar certo. Nele encontrara ciclovias, campos de futebol, quadras e bosques (to louca para ir). Normalmente temos aquela visão de Sao Paulo como se houvesse apenas asfaltos, prédios, uma cidade sem um pouquinho de verde. Mas se pesquisarmos bastante encontraremos variedades de parques e lugares como esses para dar uma passadinha. 2014 venha que quero ter a oportunidade de conhecer essas maravilhas.
Endereço: Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001- Alto de Pinheiros, Sao Paulo.
  
Espero que tenham gostado e aproveitem para darem uma passadinha. 
Beijos xoxo.
   

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Minha Artista!

     
  Hello Everyone!! Tudo Bom?
Ta vendo aquela linda fotinha ali em cima?
Foi a minha sobrinha de 6 anos que desenhou e me deu. E ainda disse: Tia depois você cola na parede! *-*
Ela e muito energética, não para um segundo, sempre tenho que ficar de olho. Se ela sumiu, e porque algo esta aprontando, então já vou atras para ver.
Amei demais, ela queria copiar o: Hey Liberdade que tenho no meu caderno, onde faco as anotações para o blog. Achei a coisa mais fofa! Nao saiu muito bem, porque o y e super chatinho para fazer.
Como ela e bem energética, tenho que sempre inventar algo, a nossa próxima criação sera um snowglobe caseiro que aprendi no vlog da Bruna Vieira. A Mirela ira amar! Ja que tenho dois que eu trouxe da Europa, mas não deixo minhas sobrinhas pegarem, senão e tchibum no chão.
E ai o que acharam? So cute, isnt?
Eu estou completamente apaixonada. So queria mostrar um pouquinho do que meu anjo fez!
Beijos xoxo!

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Excluir "ex" das redes sociais?


     Hello Everyone!! Tudo Bom?
Hoje o tema e bem interessante, um tema que deixa muitos confusos, perdidos em que decisão tomar, sera a mais sensata? Sera infantilidade?  Pois bem, eu tenho uma historia parecida!
Excluir ex ? Sim ( )  Nao ( ).
Normalmente quando terminamos um relacionamento continuamos machucados, tristes. E muitas vezes partimos para o chocolate, aquele filme romântico acompanhado de um balde de pipoca, e alguns quilinhos a mais nesse meio tempo, lagrimas naquela sexta a noite por falta do dito ( rsrsrsrs). E o que nos resta e apenas uma visitadinha boba, que falta nos deixar descabeladas(os). Para uns excluir o ex e infantilidade, bobeira. Para outros uma alternativa para evitar a auto flagelação, de manter longe qualquer tipo de possibilidades de contato com o ex.
Na minha opinião isso vai de cada pessoa, para mim o que funcionou realmente foi excluir. Pesquisei em vários sites, e tomei a decisão. Mas não foi que o bendito manteve contato mesmo assim, ele falava oi e tal. E ate mesmo minha pessoa continuava stalkeando, vendo fotos dele nas festas, com novos amigos, e ate mesmo com  as novas "amiguinhas". Percebi que não adiantou nada, que era preciso muito mais que isso, era preciso bloqueá-lo. Pronto. Foi um alivio.
Algumas pessoas consegue lidar tranquilamente com o ex nas redes sociais, e ate mesmo no cotidiano. Outros não. Muitas vezes talvez seja difícil ate pela forma do termino, se foi algo que ambos concluíram que era o melhor a ser feito, se torna mais fácil. Ou se já não havia mais aquele sentimento. Como no meu caso ainda havia sentimento, e ficar vendo o outro se divertindo, e com outra possível namorada começou a me travar.
Se voce se sente preso naquela janelinha do lado, esperando uma bolinha verdinha, e um "oi". Por favor saia dessa. Se esta se sentindo no banco reserva assim como eu, que a pessoa só vem puxar uma conversa no dia que não se encontra em uma baladinha. Pois bem. Essa e a hora de desencanar.
Excluir pode doer. Pode dar aquela sensação de perda ( mas perder o que mesmo, o sossego da mente, e novos amores?). Mas e uma dor que passa, e como aquela ardidinha quando passamos medicamento na ferida, mas logo apos vem o alivio.
Ah, mas eu quero mostrar como eu estou feliz, colocar fotos das festas que ando frequentando, amigos e lalalala. De como to poderosa! 
Ja fiz isso e acho bobeira, a unica pessoa a qual você deve mostrar felicidade e a si mesma(o), do que adianta postar altas fotos daquela balada, em que você se sentiu mais vazia que um coco oco. Pare já com isso! Viva sua vida!
Ja viu aquela frase: O que os olhos não veem, o coração não sente! Exato. Evite sofrimentos por alguém que não merece! Go ahead!
Se sente que consegue lidar! Bom. Se ao contrario bloqueei por completo da sua vida!
Garota(o) tem um mundo ali fora de esperando! Nao se feche para um novo amor, amizades e acontecimentos!
Siga sua vida e deixe tudo aquilo que te machuca para fora de sua life! Ok?
 Beijos :*


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Look do domingo: Vestido floral!

   Hello Everyone...Tudo bao?
Entaoo... demorei neh?
Ah, sabe aqueles dias que tudo e tao monótono e desanimador,#detesto, e acabei recebendo a triste noticia que o cachorro do meu irmão, que eu adorava, morreu envenenado, um pit bull so sweet #Kol. Então começava a escrever e nada, ai para que tudo ficasse mais organizado, comprei um caderninho para anotar pesquisas para o blog. ( Eba organização \o/ hahaha!)
Bom, pelo titulo perceberam que irei mostrar algo que nunca mostrei, um look. E sim, sim, sera apenas os looks de domigo. Pq Jessy? Pq só me visto apresentavelmente no domingo hauahauahu.
Tipo assim. Durante a semana sou uma "bagunça", amo aquelas roupas velhas, bem fresquinhas, normalmente não saio durante a semana. Apenas para comprar algo para casa, ou passear com meu baby #Sansão, e para esses eventos coloco uma roupa simples.-Tipo jeans e blusinha-.
Minha mãe vive implicando que só fico em casa, que não vou ver minhas sobrinhas...etc. E que eu só visto "essas roupas". -Mas mãe, já disse que gosto de aproveitar bastante cada peça  de roupa huahauahua.
Pois bem, ai esta 3 fotinhas do meu vestido floral, que minha mãe encomendou pela costureira, e também meu sapatinho que comprei durante meu intercambio em Dublin, ate hoje tento lembrar em qual loja foi, (só ficava perambulando de loja em loja, pesquisando os preços hehehe).
Vejam:
Ai minha pessoa *-*
Nao entendo muito dessa coisa de look e tal, mas sempre devemos estar apostos para aprender.
Beijocas :D
Song: Mapei-Dont wait

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Som da Semana: Birdy!

Hello Everyone!! Tudo bom?
Hoje irei contar um pouquinho sobre uma cantora que descobri naquele momento de ficar vasculhando o youtube. Vasculhando e vasculhando ate quando me deparo com "Birdy", pronto. Foi aquela paixão, achei a voz dela sensacional, forte que me tocou instantaneamente, uma gostosura de se escutar.
A primeira musica que escutei dela foi: People Help the People. Passei horas chorando, as vezes sou chorona, mas "as vezes"hehehe. Deem uma olhadinha nesse vídeo abaixo, e sinta que vibração mais sensacional.



Um pouquinho sobre Birdy: Jasmine Van den Bogaerdem, mais conhecida pelo seu nome artístico
 " Birdy". Ahhh e o mais interessante desse nome artístico, e que foram os próprios pais de Birdy que o colocaram, sim, eles disseram que toda vez que ela se alimentava, ela fazia um biquinho como um pássaro, e assim acabou se tornando seu apelido entre os pais. Ela e uma cantora inglesa, que nasceu em 15 de maio de 1996.
Foi descoberta quando ganhou uma competição no "Open Mic Uk"em 2008, aos 12 anos. Teve sua versão Skinny love, do Bon Iver lancada em 2011.



O álbum Birdy foi lançado em 7 de novembro de 2011, e também houve o lançamento do segundo álbum "Fire Within". Ai gente, to tao apaixonada pelo songs.
Tao jovem e tao talentosa. E enquanto escrevia aqui, acabei descobrindo novas musicas do ultimo álbum lançado, e se eu já estava apaixonada, agora com esses novos songs, fiquei muito mais. Espero que escutem, e curtam.
Um Beijao!!
*Nao resisti, mais um video!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Passaros na mente!


 Mente cheia. Olhos encharcados. Esperança ativada. Borboletas no estomago. Coração desacelerado.
Mas uma que a vida apronta. Eu poderia ser como qualquer outra garota com vontades e objetivos, aquelas garotas que apenas pensam em se casar e viver ao lado da família e em uma mesma cidade. Sempre me perguntei: Por que não sou como elas?  Mas a vida tinha que me pregar uma peca. Tinha que encher meus olhos de esperanças, minha mente já vivia fora do lugar, nada mais correspondia aquelas expectativas. Tudo parecia muito simples e conformista. As coisas já fugia do meu eixo. Uma mala encostada do lado do guarda-roupa já trazia muito mais conforto, encaminhada de vontades e loucuras, imaginações fluindo a solta. Na verdade, nunca fui normal.
Sempre fui a calada. Aquela menina que fica ali no canto, enfiada no quarto nos almoços de família aos domingos, aquela que quanto menos gente melhor. Sempre me senti sozinha em meio a multidão, nunca consegui encontrar um encaixe em meio aquelas conversas, na verdade sempre achei tao idiota e sem sentido tudo aquilo.
Tive muitas amizades, nem todas elas me acompanham ate hoje, muitas se estacionaram em meu passado, e espero que la fiquem, percebi que não fazem tanta diferença para mim hoje. E em muitas dessas amizades, pude perceber que umas desejavam apenas viver ali e se casarem, outras tinham planos, mas estacionaram no tempo, impregnadas com algo que não as deixava terem forcas suficientes para ir alem. Sim, claro que penso em me casar, penso, sou um ser humano. Mas, nunca me imaginei viver ali. Foi tao de repente. Tao subitamente. Logo já me vi entediada de tudo aquilo, nada daquilo se condizia aos meus reais sentimentos. O mapa já era meu melhor amigo. Horas na internet buscando uma saída para aquilo tudo, mesmo sabendo que era apenas virtual, mas já me quebrava um galho danado.
Apoio não era uma coisa fácil de encontrar. Mas sempre me apoiei na fé. Na credibilidade de que tudo um dia iria e ira ser diferente. Havia pássaros em minha mente, mas se encontravam presos. Sempre fui apaixonada por tudo que continha asas, para mim ha um significado importante. Asas da o poder da libertação, do voo, de ir mais longe, de alcançar sonhos, de voar alto. E assim eu poderia acreditar que continha asas, tais que me levariam para longe. Longe de tudo que não me despertava interesse. Um dia.
Um dia qualquer eu iria, e ainda conseguirei libertar esses pássaros em minha mente.
E ai sim. Sim, irei muito mais longe.


terça-feira, 26 de novembro de 2013

Filme da Semana: The Girl With Nine Wigs.

          Hello Everyone!! Como estao?
Aproveitei para assistir um filme, na verdade o final de semana pedia. Domingo choveu o dia inteiro, e como todos aqui em casa se tornam preguiçosos (hehehe), resolvi tirar o dia para ficar deitada na cama, assistindo a metade do filme que faltava. Pois sim, sim e sim. Comecei assistindo no sábado de madrugada, e aproveitei para engordar também. Me levantei duas vezes, sendo uma as 1 AM e a outra 4:30 AM, apenas para comer alguns pedaços da pizza que estava dando bobeira em cima da mesa (hahaha). Mas logo cai no sono, sempre assim, tento ficar na sala ou cozinha, mas decido ir para o quarto, onde a cama aconchegante me chama para uma leve soneca, que só me faz acordar as 5 da manha, com o laptop na beirada da cama.
Bom não me alongando muito, irei contar um pouco sobre o movie. Na verdade tive que assisti-lo em alemão, pois não consegui encontra-lo da forma que queria. Bom, o filme fala a respeito de uma jovem chamada Sophie (não sei se e com Ph, mas acho legal hahaha), uma jovem cheia de vida. Que de repente começa a se queixar de tosses, e resolve se consultar, e acaba descobrindo que tem um tumor no pulmão.
Logo ela muda para o hospital para começar a se tratar. Ela  tem uma amiga chamada Anabela que aparece em varias situações com ela, e ate mesmo ajuda Sophie a comprar algumas perucas. E assim em vários momentos do filme Sophie aparece com vários tipos de perucas, sendo elas, loiras, ruivas, morenas. Longa, curta, media, enfim.
                                                   Trailer do Filme!!
                           

Sophie sempre anota cada dia que passa do tratamento, e também registra no "blog da Sophie". Quando decidem libera-la para passar alguns dias em casa, ela resolve se divertir, beber, dançar, e muito mais. Porem com sua saúde ainda fragilizada, ela acaba sendo internada novamente. Ela resolve terminar seu relacionamento, não entendi muita coisa, mas pelo que pude entender um pouquinho em alemão (nada rsrsr),
para que a pessoa pudesse viver uma nova vida, ela sentia que estava bloqueando a vida do parceiro. Ela também faz amizade com uma moca com câncer, mas que infelizmente acabou falecendo (quase choro). Mas para a alegria de Sophie, depois de passar pela quimioterapia, alguns exames, ela acabou recebendo a maravilhosa noticia que o tumor havia desaparecido. \o/
Minha Opiniao: Apesar de ter assistido em alemão, e não ter entendido nada alem do: Hallo, Tchuss, rsrsrs.
Achei o filme bem interessante, e um tema que merece ser refletido, pois sabemos quantas pessoas passam pelo mesmo na realidade. Consegui sentir mais ou menos a aflição, pois só quem já passou em ser diagnosticado com câncer deve saber, e os familiares também. Bom, achei que o filme conseguiu tocar no assunto de uma forma sutil e agradável, mostrando que dependendo do problemas, devemos ir ate o fim.
Anyway, espero que gostem do filme da semana, tenho que parar de dormir e passar três dias tentando ver o filme, nunca vi alguém para colocar um filme, se aconchegar, e pronto, dormir, ate parece que o filme e um sonífero heheheeh.
 Um beijaoo, e see ya!!
Ao som: Show me now, show me the arms aloft (Snow Patrol-Called Out In the Dark) \o/ Happy.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Ah Sim!


       Hoje o meu dia não foi  dos melhores, atitudes tiveram que serem postas em ação.
Passei o dia na internet e aproveitando para fazer um trabalho para cunhada. Apos o almoço resolvi lavar os itens, e naquela coisa de atualizar feed de noticias do facebook, me deparei com algo que me entristeceu completamente. Ver alguém que você gosta, que diz que gosta de você. Que te elogia, que mesmo distante te faz juras de amor. Quando do nada me deparo com uma frase: Ela disse me disse que sou tal coisa....
Nao irei completar a frase, não quero ficar me marcando. Esse tal " Ela" não se referia a mim, tenho total certeza. Eu não consigo entender o que leva a uma pessoa a voltar para sua vida, quando você já esta quase esquecendo, e de repente conseguir mover tudo para fora do lugar.
Sinto como se fosse uma ferida. Sabem aquela ferida que esta quase cicatrizando, ai você do nada faz questão de cutuca-la novamente? Todos nos sabemos que quanto mais cutucamos, quanto mais fuçamos, mais aquela ferida cresce, ela aumenta, se torna uma ulcera.
E foi assim que fui levando essa historia. Resolvi fugir da internet para conseguir cura-la, foi uma tentativa em vão. Voltei ao mundo virtual, e ali te encontrei, no canto da tela, tao visível. Minha vontade era te arrancar dali, mas suportei, pensei: Vou encarar esse problema sem medo!
Passamos a conversar pela web, e aquela boba esperança de retorno sempre a porta. Aonde eu estava com a cabeça?
Mas comecei a me cansar. Aquelas promessas pareciam tao bobas, falsas. Me encantei com cada palavra, mas me desanimei com cada atitude, nada do que dizia correspondia com a ação. Sabem como eu me sentia? Me sentia a segunda ou ate mesmo a ultima opção. Dias ele me parecia com o  tal oi e o tal: Vamos nos ver? E ali eu me sentia encantada. Outros dias ele não me concedia ao menos um Oi, e eu só via ele ali, no verdinho. Outros ao menos se encontrava online. Sabem, eu me sentia como se ele precisasse  de mim apenas naqueles dia em que não tinha ninguém para conversar.
Acho que na verdade uma hora a gente cansa, tudo parece ser gostoso e tal. A fala, o modo de agir, mas devemos nos manter atentos. O doce e um exemplo, e muito gostoso, ate nos lambuzamos as vezes, mas o resultado muitas vezes não e satisfatório. Me sentia uma completa idiota, esperando a pessoa aparecer e dizer um oi, e logo me ver na web conversando com alguém que não sei ao menos o que anda fazendo com a web off.
E foi então que percebi. A unica maneira para uma recuperação completa seria o tal " desfazer amizade", e ali apertei. Nao demorou muito tempo para que ele viesse com um: Oi, tudo bem?
E dizendo que estava "Muito Bem". Mas eu ja sabia onde essa conversa iria terminar. Logo ele me perguntou: Você me bloqueou. Inventei uma desculpa qualquer. Logo começou a puxar assunto, mas as únicas palavras que consegui digitar naquele momento foram: Ah Sim.
E ali nossa conversa se findou. E espero que por um longo e bom tempo!

sábado, 23 de novembro de 2013

A Janela

       
   Certo dia voltando para casa as 9:00 PM, logo apos um encontro com uma amiga que morava em uma cidade vizinha, comecei a analisar cada canto. Ja estava próximo da minha volta para o Brasil, deveria faltar apenas 3 dias, e quem já foi intercambista sabe como e a dorzinha dos últimos dias.
   Era uma noite chuvosa, fria. Ônibus vazio, na verdade havia apenas alguns adolescentes que subiram para a parte superior do ônibus, um casal sentado nos primeiros bancos, e eu no fundo. Fones ligados, olhar constante para a janela, as vezes subitamente uma leve olhada no movimento dos outros passageiros, e olhando meu reflexo pelo vidro.
  E ali eu, tentando entender, eu sabia que iria sentir falta. Comecei a lembrar de cada detalhe, cada risada. Daquelas risadas de faltar o folego, das pequenas discussões, da lagrima, das idas ao supermercado. Enquanto o ônibus fazia seu trajeto, eu fazia o trajeto em meio aos meus pensamentos.
   Me lembrei dos primeiros dias, quando quase fui atropelada por um ônibus, a busca pela casa definitiva, as vezes que me perdi por não conhecer a cidade, e achar as casas e ruas completamente parecidas. Dos dias entregando currículo, preocupada atras de um emprego para garantir mais tempo de estadia em Dublin.
As lagrimas já haviam começado a rolar, na verdade aquele ultimo mês, eu conseguiria formar um lago com elas #momento exagero#. As ruas se tornaram novidades para mim, cada perfume, clima, pessoas, tudo.
   Aqueles dias em que eu não estava com pique para balada e apenas me enfiava debaixo de uma coberta o dia todo, ou, aqueles dias que eu resolvia ir para um pub assistir um show ao vivo. Fiquei vários minutos com os  olhos estatelados para as ruas, olhando a O"connell, Dorset, Parnell, Grafton Street, e tantas elas, ruas que andei durante 11 meses. Ah que saudade. Uma saudade imensa.
  Resolvi descer 3 quarteirões antes do meu, queria sentir aquela cidade, queria sentir meus últimos dias, esses 11 meses se reuniram em tantos acontecimentos. Foram 11 meses que se tornaram inesquecíveis.
 Mas um dia. Ainda tenho toda esperança que irei voltar, por menos dias, mas já serão suficientes para matar a saudade.
 Naquele dia me deitei. Coração na mão. Pensamentos fazendo replay em cada acontecimento nesses 11 meses, e a decisão feita. Era a hora de ver Dublin apenas por uma janela.
 

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Julgamentos!


  Voces já perceberam como as pessoas tem o dom de julgar, de apontar? Elas não tem ao menos a compaixão de perguntar como você se sente. Todos nos erramos, todos temos nossos dias de glorias e dias de fracassos.
 Ate hoje nunca consegui entender, as vezes tento o melhor de mim, sei que e impossível que tudo saia corretamente, "brilliant". Mas sinto que quando piso falso as pessoas já estão ali  postas, apenas esperando o momento de distração, me sinto como se fosse apenas uma mira para suas facadas. Sabe, eu sei que errei, sei que não deveria ter feito daquela forma, poderia ter auto direcionado melhor meu caminho.
Sinto que cada palavra que saem de suas bocas soam tao julgadoras, palavras diretas, cada frase bem milimetrada. Sei que vocês querem me machucar, e eu aqui, tentando coordenar tudo que digo, para que nada vire uma bala em direção a alguém. E vocês?
Voces apenas fazem questão de jogar na minha cara, de jogar que não sou nada daquilo que vocês planejaram. Cada palavra que deixo sair entre meus lábios. Cada opinião exposta, são como forma de vocês usarem contra.
Sei que vocês querem me ver caída, sem ao menos forcas para me levantar, eu sei disso. Nao consigo e jamais entenderei.
O olhar já diz tudo. Me sinto mal, me sinto sem forcas, apenas queria um minimo de apoio, queria que olhassem para si mesmos, e vissem quem são vocês. Me sinto completamente conturbada em meio a tudo isso, sei que não deveria.
Mas sabe, ando cansada, completamente cansada do julgamento de cada um, se acham no direito de apontar o dedo na minha cara e soltarem suas meia duzias de palavras, pois assim façam. Mas irei usar cada palavra como um combustível para a minha conquista, aproveitem suas opiniões, e assim joguem elas sobre mim, um dia terei forcas suficientes para provar tudo ao contrario.
E provarei principalmente para mim, pois aqueles que julgam,  são os mais fracos, aqueles que não ocupam a cabeça com sonhos e planos. Pois bem, fiquem a vontade e julguem o que quiserem! Torno suas inúteis palavras, uteis para minhas conquistas!
   

Hey Liberdade Repaginado!


Ola Everyone! Tudo numa boa?
Então Galera, vocês ja perceberam que estive sumida esses dias, mas estava organizando algumas coisas aqui com a família, apesar que eu não pareca ser tao família assim. Resolvi tirar a tarde de hoje para organizar algumas coisas no "Hey Liberdade", a cada que dia que passa me encontro cada vez mais entusiasmada com o blog. Sabem, realmente ter um blog ocupa a cabeça de pensamentos construtivos. Quando criei o blog eu estava em um momento romântico, vivendo meu intercambio na Irlanda, logo depois parei, havia dias em que me encontrava disposta para escrever, outros dias começava e já caia no intenso e profundo sono.
Mas muitas coisas aconteceram nesse decorrer de quase um ano, o final do curso de inglês, emprego, e emprego novamente, o final de relacionamento, e o mais dolorido, o fim do intercambio, ate hoje vivo a sombras dessa magnifica experiencia,Anyway. Logo que voltei para Sao Paulo,  resolvi passar um mês na Bahia para visitar o pessoal, mas com o passar dos dias a saudade aumentava cada vez mais, aquela coisa de ter vivido completamente em um ambiente diferente, e aquela dorzinha do final de relacionamento tomando conta. Aquela coisa de querer saber como o outro estava, e parecia bem melhor que eu, aquela coisa de impotência tomando conta. Foi quando resolvi desenterrar o agora "Hey Liberdade".
E tenham total certeza, que ando em uma total empolgação, cheia de planos para o blog, venho atualizando pouco a pouco, coisinha por coisinha. Aprendendo, pesquisando, conhecendo novos blogs, e novas coisas, pois não só eu, mas uma boa parte de blogueiros pesquisam, para que assim possam passar com segurança os assuntos.
E ate o termino eu venho conseguindo superar, minha cabeça esta sendo ocupada, isso era o que eu mais desejava. Mesmo que seja poucas visualizações, mas fico muito feliz quando vejo o aumento de visualização, pois sei que tem alguém ali lendo, olhando, e se identificando.
Bom vou indo, não poderia deixar de escrever, pois estou muito alegre com as alteracoes feitas, irei mudar pouco a pouco, para que assim eu pegue experiencia.
Beijos Everyone e desculpem minha sonolência opskopskposk.


sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Nao Seja Tola!

     
  Sentada na cama. Olhos concentrados na tela do laptop. As vezes olhando a janela, sentindo aquela brisa gostosa entrar, aquele cheirinho de chuva tomando conta daquele espaço. Ela esta feliz, se recuperando de você. Tao cheia de sonhos. Um vai e vem de mensagens, risadas jogadas fora, uma musica atras da outra, videos, tudo aquilo que prenda sua atenção. Ela não quer pensar, e muito menos viver a sombras de pensamentos que só a levam a você.
De repente o Facebook a alerta que ha alguém mandando mensagem, logo em seguida seu nome aparece. Coração dispara. Olha ou não olha. Fecha a aba rapidamente. Nao irei olhar, não irei! Pensa ela. Logo o coração fala mais alto: Va la, não tem nada demais, vocês estão a quilômetros de distancia um do outro, não custa nada. Do outro lado a mente mais sensata tenta alerta-la: Cuidado! Você já se machucou demais, não seja tola, para que sofrer novamente? Ah mas a teimosia sempre fala mais alto, aquele tal de "não custa nada".
Pronto olhei! Aquele "Oi, tudo bem?" que a deixa completamente perdida, minimas palavras, que já são o suficientes para derrubar aquela muralha de auto proteção, que ela havia criado para amenizar tanto sofrimento. Mensagem correspondida. Aquele pedido que ele sempre fazia: Vamos nos ver no Skype? Os olhos brilham, mãos já suadas, ah e o coração? Ah o coração já deveria ter saído pela boca, de tanto que não parava quieto. Mas, tudo bem, não haverá problema. Câmera ligada. Conversam feito bons amigos, na verdade fingem essa tal amizade.
Pergunta vai, pergunta vem. Ja começam a se aprofundar em assuntos que deveriam ser mantidos enterrados, naquele passado não muito distante. Sorrisos, fotos dos dois sendo enviadas. Declarações. Perguntas sobre os novos amores. E no pensamento: Quem e aquela que eu vi curtindo suas fotos e postagens, enquanto me auto flagelava stalkeando seu perfil,  você poderia me dizer? Aquele ar de ciumes. Conversam, riem, e acabam adormecendo ali mesmo.
Dias vão e dias vem, eles continuam naquela situação. Mas ha aqueles dias em que ele não entra, ele desaparece o dia todo, e ela teima em ficar a madrugada toda esperando por um "Oi" dele. Tao tola, ate parece que já não conhece essa historia.
E os seus pensamentos ficam em torno dele, tentando descobrir aonde ele estaria. Sera que esta em alguma balada? Com quem? E fazendo o que?
Garota, você não entendeu aquela mensagem que dizia: Mas saiba, talvez nunca venhamos nos ver novamente! Entenda garota! Pare de se auto flagelar, indo olhar em alguma rede social algum sinal de vida, ele ta seguindo a dele, e você? Tem certeza que quer continuar com essa cabeça confusa, com tantas oportunidade te rodeando.
E ali ela encosta sua cabeça no travesseiro, fones de ouvidos, tocando aquela musica que a  faz pensar em toda essa situação. Lagrimas em ação. E logo em seu pensamento:  Por favor, você estava quase conseguindo, e fez questão de se auto torturar. Acorda! Veja uma nova vida te esperando ali na frente. So basta querer!
Ah garota! Nao seja tao tola, em acreditar em algo que só te machucou!
Nao seja tola.



quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Um Pedaço do Mundo: Grand Canyon!


    Ola Everyone!!
Bom, lembram que eu disse que iria começar a falar a respeito de países, estados, cidades, etc...? Então, eu pensei, pensei e analisei, fiquei super perdida, sem saber por onde começar e tal. Fiquei procurando vários lugares, comecei a vasculhar uns velhos arquivos, e ops: encontrei fotos desse maravilhoso lugar: Tchanananam--> O Grand Canyon *-*
Então irei contar um pouquinho a respeito desse maravilhoso lugar. O Grand Canyon fica localizado no território dos Estados Unidos, e fica ao norte do Estado norte-americano do Arizona, entre Las Vegas e Albuquerque. Um lugar surpreendente e fantástico, o mais interessante e que ele foi moldado por milhares de anos, durante a passagem do Rio Colorado. E com uma erosão lenta, e calor e elevação de terreno, acabou se formando o Grand Canyon.
Ha uns 3 anos atras eu não sabia da existência do Canyon, mas dando uma pesquisada na net, acabei vendo alguns videos e imagens e fiquei apaixonada. Comecei a me imaginar no local, tirando varias fotos, ahhhh deve ser fantástico. E passaram se dias nessa jornada procurando saber mais a respeito, aproveitava e colocava uma musica bem alto astral, e......la se vai sonhos Hahaha#
             
O Grand Canyon e considerado uma das sete maravilhas naturais do mundo, e cada vez mais vem se tornando um dos lugares mais visitados por turistas. E alem do mais contem varias opções de lazer, como: Camping, caminhada, andar de bicicleta, e ainda sobrevoar o Canyon de helicóptero, que delicia! E não me esquecendo da ponte de vidro com 4 mil metros de altura, nomeada de  Skywalk. Poxa deve dar um friozinho na espinha! Você poderá ter a oportunidade de apreciar aquela maravilhosa vista, e se sentir um pouquinho sem chão, agora se você for acrofóbico, o  melhor e pensar um pouquinho antes de se aventurar a andar na ponte. Acho que a sensação e que a qualquer momento a ponte ira desabar, Deusqueolivre#.

      Ja esta na minha lista de futuros lugares para serem explorados! Lets Go? \o/


Espero que tenham gostado do destino de hoje. Bom aqui vou indo. Beijões :*
   


domingo, 10 de novembro de 2013

Filme da semana: Once (Apenas uma vez)



Hello Everyone!! Tudo Bom? Então, hoje irei falar de um filme que assisti essa semana, na verdade levei dois dias para assistir hahaha. Bom, encontrei ele no blog Depois dos Quinze da Bruna Vieira, e lendo um pouco do resumo, já fiquei completamente apaixonada pelo fato de que o filme teve como cenário minha linda  Dublin *-*
Quase morri, na verdade o roteiro do filme não e aquela coisa toda, e uma historia simples e bonita, parece coisa do cotidiano. Contando um pouquinho: Pois bem, o  filme retrata a vida de um artista de rua, ele se apresentava com musicas de sua própria autoria.  Em uma noite de apresentação, ele acaba conhecendo uma moca tcheca, eles marcam para se encontrar no dia seguinte, e a partir daquele momento nasce uma linda amizade, que uniu dois talentos musicais. Ele com sua linda voz e violão, ela com a suave voz e piano.
Achei muito fofo o filme,  as musicas são fascinantes, fui me deitar e acabei caindo no choro, quando vi as ruas de Dublin, não aguentei, só de imaginar que passei 11 meses da minha vida percorrendo aqueles caminhos, não suportei e cai em lagrimas. 

Estou com essa musica: Falling Slowly na cabeça e nos fones de ouvido hehehe, sinto tanta saudade de Dublin, muita. A unica coisa que me  deixou triste, foi que no começo eu pensei que eles iriam ficar juntos, ate o momento que descobri que ela era casada, meio sad, e ele ainda era muito apaixonado pela ex que o abandonou, e no fim ele vai para Londres, e antes encomenda um lindo piano. Oh God, my eyes, acho que ha algum cisco.
 Mas o que mais me impressionou no filme, foi a trilha sonora, gente e muito lindo, cada musica mais perfeita que a outra, na verdade eles ganharam o Oscar de melhor cancão em 2008, ahh e eles não são atores, e sim cantores na vida real. Um bom e tranquilo filme, achei lindo, mesmo sem toda aquela coisa dos filmes de Hollywood, mas e um filme com uma simplicidade que me encantou e me deixou com um sorrisinho de lado.
Espero que curtam!!! Saudades Dublin!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

E aquele Eu Te Amo?

     
Ando com manias de recordações, talvez se houvesse um delete interno, poderia cair muito bem. Ainda me recordo muito bem do seu primeiro: Eu Te Amo! Achei super estranho, na verdade continuo achando ate hoje, nunca consegui descobrir se era um verdadeiro Eu Te Amo. Foi muito rápido, havia apenas algumas semanas de namoro, lembro quando você me perguntou, meio desapontando, porque eu  nunca havia te dito o tal Eu Te Amo.
Mas, não era essa a questão, não era que eu não gostasse de você, mas já havia visto muitos Eu Te Amo evaporarem no ar. Acho que para falar algo tao importante para alguém, você deve ter total noção da imensidade e do valor que isso possui. Nao me sentia pronta para isso, no momento certo ele iria fluir naturalmente, sem ser forcado.
O tempo foi se passando, a gente foi se acostumando um com outro, já não conseguíamos ficar muito tempo distantes, passávamos horas juntos. Na verdade, sempre achei nosso namoro estranho, acho que com o tempo a gente se conformou com as coisas, com a rotina, nos primeiros meses tudo era novidade, aquele sentimento crescia cada vez. Então, foi quando resolvi te corresponder o tal Eu Te Amo, mas, sabe quando não e aquele Eu Te Amo ainda, o seu fluía tao naturalmente, as vezes ate você mesmo me pedia para dizer, mas meu coração não sentia sinceridade, acho que devíamos ter esperado mais tempo.
Mas o tempo prova tudo aquilo que não e verdadeiro, o tempo faz questão de nos mostrar, de jogar na cara. E foi assim que aconteceu, já estávamos tao desgastados, as brigas se tornaram frequentes, ate que nos separamos, fomos para casas diferentes. E ali naquele quarto sozinha pensei: como sera agora? E como ficaremos?
Engraçado, não teve o "ficaremos". Te chamei para sair em plena sexta, você apenas me disse: Nao posso, já me chamaram para uma festa! Naquele momento percebi, agora era cada um em seu caminho. Fiquei sem chão, mas aquele era o momento de te enviar aquela mensagem. Te liguei, disse que não tinha como continuarmos naquela situação, e, sua resposta foi a mais esclarecedora: Se e isso que você quer, te desejo tudo de bom, e não chora! Como assim?!? Como não chorar? Você se lembra quando morei longe, por consequência de um trabalho, e fazia questão de ir te ver nos finais de semana? Você não fez questão de lutar por nos, desde a minha mudança, suas ligações sumiram, francamente!
E agora te pergunto: E aquele Eu Te Amo, para onde se foi?

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Novidades!!!

     
    Ola Everyone...
Então...ainda nessa bagunçada vida, ando criando planos e querendo me dedicar a este espaco, acho que ja notaram que ando mais  "aparecida" opskposkposk.
Sim, quero e devo me dedicar.  Voces já puderam notar que mudei o nome do blog. "Ao Vento" era um nome temporário, e estava tudo muito bagunçado, ainda falta dar uma organizada no layot, mas deixarei para fazer isso no computar, estou usando o not, e, ele faz a questão de não abrir o download, então farei a vontade do danado.
Bom, começando irei postar com mais frequência, e, também criarei uma parte que ira se chamar "Um pedaço do mundo",  sera a respeito de vários países, cidades, enfim. A respeito daquilo que mais amo, viajar, conhecer mais um pedaço espalhado por ai. Ah, e não me esquecendo também colocarei essa marcação "Ja fui", que sera a respeito das viagens que ja realizei.
Os meus textos serão variados, e lembrando que boa parte dos textos publicados, são da minha autoria, aqueles que eu encontrar e achar interessante, irei postar e darei créditos ao devido autor (nada mais justo).
Também postarei musicas que gosto, que vou encontrando pela internet, livros, e também filmes, ahhhhhhhh, ate o final de semana já terá um review de um filme que estou louca para ver, na verdade, ele já esta na aba do lado, carregando, espero que nenhum imprevisto me atrapalhe (detesto imprevistos).
Enfim, espero que gostem, farei esforço para estar sempre em dia, maaasss me desculpem se algumas vezes houver alguma demora, a vida e sempre corrida.
    Agora, Bye Everyone!!!!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Apenas mais um dia

   
       Naquela manhã de sol, ela ainda se encontrava jogada na cama, em meio aos lençóis, um olhar sonolento, apenas pedindo para que a noite voltasse. O alarme avisando a ela em alto e bom som que era o momento de acordar, mas ela continuava ali, o corpo e espirito a pediam para que continuasse ali, ela já se imaginava em mais um dia composto de desânimos. Mas era preciso se levantar.
     Espichou o corpo, olhou a janela e pensou: Que saco!! Apenas desejo que esse dia passe rápido.
Ela se sentiu completamente forçada para aquele ato, talvez necessitasse de um empurrão, ou melhor, de um bom banho. Era preciso despertar completamente. Deslizou pela cama, sentou, pensou e ação!!! Na verdade, ação não era uma palavra que se encaixava naquele momento, lembra muitos movimentos, e era o que era menos desejava. Foi ate o banheiro, tomou aquele banho gelado,  único modo para dar um choque de realidade. Acabou escovando os dentes ali mesmo. Colocou a roupa, aquela blusa da sua banda favorita, combinando delicadamente com sua blusa xadrez,  penteou os cabelos, se maquiou, respirou profundamente, e ali olhou para o teto e se imaginou afundada na cama, lendo seus bons livros, entre uma xícara e outra de cafe.
   Levantou, cruzou a sala, trancou a porta e la se foi.
 Descendo para o ponto de ônibus, começou o seu ritual, mas naquele dia havia um diferencial, ela olhava para as pessoas, sentadas naquelas poltronas, outras faziam questão de permanecer em pé. Alguns com olhares sonolentos, pareciam que haviam passado a noite acordados, outros faziam questão de cochilar. Ela reparou no casal,  na moca ao telefone, naquele casal de senhores que ela achava uma fofura, ela reparou que aquele senhor sempre acompanhava sua esposa ate o ponto, e esperava ela subir no ônibus, e logo aquela senhora, sentava junto a sua amiga, e ali as duas se despediam do senhor que levava consigo um adorável cachorrinho. Ela ficava tentando imaginar a vida de cada um, eles seriam vazios como ela?
   Ela permanecia ali com os olhos pregados no relógio, ansiosa para que a aula acabasse, observava seus colegas empolgados, e ali o tempo foi passando, e seus pensamentos se encontravam a cada minuto mais distantes. A hora tao esperada chegou, pegou sua bolsa e saiu apressadamente, como de costume, fones de ouvidos em ação, no ultimo volume. Finalmente chegou em casa, colocou sua velha camisa, coque, pés descalços. A gritante cafeteira a avisava, correu ate a cozinha, pegou sua xícara de cafe quente, voltou para o quarto, pegou seu livro e começou sua  leitura.
  Apos alguns minutos olhou para janela e pensou: Ja se foi mais um dia...um dia qualquer, sem mais nem menos, na verdade, meus dias sao completos de mais. Mais solidão, mais xícaras de cafés, pensamentos distantes, sonhos acumulados. E agora?!? agora e mais uma noite, mais uma noite qualquer.
 



segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Aquela velha carta

Em meio a turbulentos momentos, diante da saudade, de uma velha espera, meus pensamentos ainda buscam sua imagem, meus olhos procuram você em uma rua qualquer, em um momento do cotidiano, meus lábios procuram os seus, minhas mãos ainda procuram as suas para que assim possamos entrelaçar nossos dedos.
Ainda me lembro de nosso último olhar, foi difícil, me segurei. Ah segurei. Tentei desviar o meu olhar, mas eles insistiam em te olhar como se fossem ímãs, tentei, parei, respirei, ate que você inusitadamente veio com um sorriso de lado, me deu um breve oi, acompanhado de um abraco, foi rápido, durou apenas segundos, mas desejei ficar ali encostada em você por longos minutos. Mas nos despedimos com um verdadeiro Adeus. Era o nosso último olhar.
Todos os dias acordo com aquela sensação de que encontrarei uma carta sua, velha e empoeirada, talvez o papel já esteja amarelado, e algumas letras já clarearam. Aquela velha carta que você decidiu me escreveu para fazer uma surpresa, para expor seu sentimento, uma carta com um lindo poema ou a letra de uma música que representasse tudo que sentíamos, as vezes quando escuto o assovio do carteiro, corro, corro com toda expectativa, com os cabelos ao vento e pés descalços, as vezes volto com algum arranho provocado por alguma queda, meus lábios descascados de tanto que os mordo por causa da ansiedade, meus olhos esperançosos. Procuro alguma notícia sua, ainda tenho aquela rosa que você me deu em nosso passeio, claro, ela está seca dentro de um livro, em uma página qualquer.

Apenas queria…queria aquela velha carta, talvez você tenha desistido de escrever, tenha rasgado, guardado, ou ate enviado para outro alguém, mas aquelas palavras escritas naquele papel, não importando o destino dado, aquelas palavras eram os seus sentimentos em forma de escrita, e tenha certeza, ainda espero aquela velha carta.

sábado, 21 de setembro de 2013

Seres Humanos...

 
        Ainda não consigo entender essas minhas oscilações, ao mesmo tempo sinto uma alegria, me sinto eufórica pela vida, sonhos, futuro, mas as vezes não tenho forcas nem para me levantar da cama, só desejaria ficar ali por horas e horas, debaixo de uma coberta quente, dormindo para esquecer de tudo e de todos que me entristeceram, o grande problemas e que muitas vezes sou minha maior tristeza.
       Me sinto culpada por vários acontecimentos em minha vida, se ao menos pudesse passar uma borracha em tudo isso, tem dias que me sinto carregada, com um peso enorme nas costas, tento balancear tudo, mas cada dia que se passa ficar mais difícil. Queria ao menos me controlar, ao menos entender tudo isso. Muitas vezes tenho o leve pressentimento que as pessoas só se aproximam de mim para deixar alguma marca, para brincar com meus sentimentos, me sinto um misero objeto, usam, despejam suas raivas, cospem e ainda acham que a palavra desculpa e suficiente para amenizar a dor causada.
     Acham que tem o direito de surgir em minha e sair sem ao menos dizer um Adeus, como assim?
Quem deu o direito de vocês me ferirem dessa forma,  não signifiquei nada na vida de vocês? Quantas vezes parei tudo para escuta-los? Quantas vezes tive que escutar sobre seus antigos relacionamentos? Suas brigas, sonhos, besteiras, tudo, parem por favor. Por que me deixaram quando mais precisei, encolheram a mão, fecharam as portas, e ali fiquei, perdida, procurando uma solução. Voces sabem o que eu queria? Eu queria te tido um ombro para que eu pudesse ter apoiado minha cabeça, mãos para secar minhas lagrimas, ou apenas...apenas uma companhia, apenas alguém para que eu pudesse ter olhado nos olhos, e apenas por uma expressão facial ter transmitido tudo que eu sentia.
   Mas a unica coisa que encontrei foi a solidão, ela sorria para mim, era unica que me apoiava naquele momento, eu via  minha sombra se refletindo naquele quarto solitário, minha mente borbulhava, meu coração sangrava, precisava encontrar uma solução para tudo sozinha, mas agradeço, vocês conseguiram formar um pensamento totalmente diferente do que eu tinha sobre as pessoas antes, hoje penso que não devemos confiar tanto e muito menos entregar meus sentimentos a míseros seres humanos.